Meu Testemunho

EU VIM PELA DOR !

“Tem muitas maneiras de você ir ao encontro de Jesus. Pela graça, pela fé ou pela dor” A pior maneira.

- Não é só mais um Testemunho, vai ver a ação do Sobrenatural de DEUS, um Milagre. -

Salmos 119 - 129 : "Maravilhosos são os teus testemunhos, por isso a minha alma os guarda"

¨

Não é só um Testemunho da cura do GBM, na realidade fui acrescentando fatos que ocorreram na minha vida desde 1999, como foi a caminhada pós tumor, com muita FÉ e agradecimentos. Hoje eu sei que pessoas que entram em contato comigo por diversos meios de comunicações, tenho o compromisso de alguma maneira dar alguma informação e mostrar que Jesus realiza os mesmos hoje, igual a 2000 anos atrás.Temos que fazer o natural dos homens que são os Médicos, tratamentos, medicações, pois foi dado a eles dos céus a condições de poder com seus meios ajudar na cura de doenças, é o natural dos homens. Más o sobrenatural da cura o milagre só Deus tem este poder , GBM é um tumor maligno e para lidar com o " maligno" só com Deus.

¨

Agradeço primeiro da Deus, em especial minha esposa Tânia, Jadson meu filho, que passaram tudo juntos comigo, nunca perdendo a Fé e a esperança. E inúmeros parentes , amigos, Pr. Isaias ( Igreja Batista da Paz ) que foi o 1º Pastor que foi na minha casa orar e depois da 2ª cirurgia, tornei membro da IBPAZ. Ao Irmão Ciro Martins que me levou para a Igreja, a amizade é uns dos bens mais preciosos deste mundo.

-------------------- OS SINTOMAS ¬

¨

Os sinais e sintomas iniciais são inespecíficos e podem incluir cefaleia, alterações de personalidade, náuseas e sintomas similares aos de um acidente vascular cerebral , espasmos musculares nas mãos ( é o que me aconteceu e por isso procurei um médico). O agravamento dos sintomas é geralmente rápida, podendo evoluir para um quadro de inconsciência.

¨

Em dezembro de 1998, vim passar o final do ano em Cuiabá_ MT , depois de 8 anos... estava feliz com a viagem... Tânia pode rever os parentes e amigos, eu também. aproveitamos a passagem do ano, 30 de dezembro senti que o meu pé e mão direita às vezes ficavam “dormentes”, pensamos cansaço da viagem e mais notei que não aquentava mais tomar uma lata de cerveja. Voltamos para nossa casa em MG, determinado dia de Janeiro de 1999, a minha mão direita começou a dar uns espasmos, chegando a pular mesmo sendo segurada, estes espasmos foi aumentando com muita freqüência , um dia foi entortando para trás, que pensamos que era AVC (derrame) . Fui a um médico ortopedista, ele disse que era LER (doença ocupacional). Fiz tudo quanto era exame, inclusive de hanseníase. Nada, tudo negativo. Procurei outros especialistas, mas nada era descoberto. Em março pensando que era problemas musculares fiz uma 'Eletro miografia" e nada, então o médico de posse de dezenas de exames disse ," para mim é problema neurológico"

¨

Em março procurei um Neurologista ( médico na época que cuidava meus pais ( Dr. Luiz Antônio) e até hoje minha irmã trata com ele, ele determinou fazer uma tomografia desconfiou que os sintomas fossem também de fundo neurológico.

Fizemos a Tomografia, como já tinha levado meu pai diversas vezes, notei que a demorava muito, passou mais tempo e consegui ver o Dr. Luiz Antônio entrar na sala onde fica o computador ( monitor) das imagens , conversando com um outro médico , indicando na tela do monitor, aí entra a enfermeira e fala " vamos repetir o exame , mais é rotina" , me preocupei na hora... aí tem coisa.

Era para Tânia ir comigo no outro dia para levar os exames para o Dr. Luiz , passei na Clinica peguei a Tomografia, abri e vi uma mancha branca uniforme no meu cérebro, como se dizem "gelei".

Olhou os negativos da tomografia, detalhadamente... vi uma comoção quando se dirigiu a mim... Joãozinho ( todo mundo me chamava de Donizete, só meus pais usavam o primeiro nome) infelizmente tenho uma notícia muito triste para todos nós... não gostaria de estar falando deste fato com ninguém, muito menos com você, os exames indicam que você tem um tumor cerebral muito grave , de nome Glioblastoma Multiforme.

Parecia mentira que eu estava ouvindo, aquele momento parou...nem ouvia direito a voz do médico... sai fora de mim...não acreditava...logo comigo...ainda até hoje foi o pior momento da minha vida.

... continuou, vamos fazer uma ressonância só para confirmar, depois vamos procurar um lugar para você operar, aqui não temos condições, mas não se preocupe, chame a Tânia e a Cidinha (minha irmã) vamos cuidar de tudo, eram 10 hs da manhã , fui para casa e ao chegar Tânia esperava para ir ao médico comigo , eu falei “já estive lá e ele falou que estou com um tumor maligno no cérebro, o Dr. quer falar com você e a Cida" .

Só trocamos um olhar cheio de espanto e cheio de temor , já com lágrimas sem dizer nada ela foi, até hoje não sei como fui dirigindo para casa, não me lembro como passei aquele dia... foi como não existisse.

No outro dia fomos à outra cidade fazer uma ressonância magnética, que constatou tumor Glioblastoma Multiforme ou GBM, eu tinha um câncer cerebral ( estava tão "fora do ar" ) que não pesquisei no Google sobre este tumor. Aquele diagnóstico foi sinistro, fatal, que não pensava em nada ... não acordava daquele “pesadelo”. A Tânia me levando de carro para fazer outros exames já para a cirurgia , parecia um filme, como que eu estivisse todo amarrado, inerte, sendo para a levado a uma guilhotina, já olhava as pessoas e os lugares já me despedindo,era o fim, calados, pensativos e com medo, não pensava em nada , nem conseguia rezar e pedir ajuda aos santos , a Deus , na época eu era católico.

-------------------- QUANDO A VIDA FAZ UMA CURVA ¬

¨

Fui encaminhado para Hospital Felício Rocho em Belo Horizonte, graças a um Deputado muito amigo nosso arrumou o que era melhor para nós. Logo que eu e minha esposa chegamos, procuramos o médico indicado, examinou os negativos, por um instante aquela sala foi silencio total, ele foi direto ao resultado, sem rodeios falou:

“O senhor é portador de um tumor de maior malignidade que existe no cérebro, conhecido por GLIOBLASTOMA MULTIFORME - GBM (como levei anos para falar este nome direito) e continuou... é câncer cerebral, dos 80 tipos de tumor este é o pior. Com certeza este que você tem está é de ultimo grau o IV , continuou, até hoje não tenho conhecimento que o portador deste tumor vivo mais de 9 meses, e as estatísticas confirmam isto, a medicina sabe pouco sobre este tipo de câncer”.

E como se eu não estivesse presente, virou para minha esposa, e foi ainda mais fatalista:

"Infelizmente, seu marido não tem mais que um ano de vida. Não existem na medicina estudos que portadores desse tumor sobrevivem, um pouco mais 9 meses em média ,mesmo assim são dados imprecisos. Optando por não operar, terá a sobrevida não mais de 6 meses a 9 meses, se operar a possibilidade de ficar com seqüelas permanentes é muito grande, já avisa a família que pra esperar por qualquer resultado, bom ou ruim! Vamos fazer o possível, temos todos os aparelhos para este caso”.

Pensamos que tudo acabara ali, "eu por um instante morri” , mas nós pensamos na vida em nosso filho e resolvemos lutar até o fim. Conhecíamos ainda aquele Deus que considerávamos culpado de tudo, “logo eu, por quer ?" questionávamos o motivo de sentença tão dura em minha vida.

Saindo da consulta, Tânia foi um ponto telefônico (olherão) para ligar para minha irmã Cida para dar notícias, era já ao entardecer, Belo Horizonte estava sem uma nuvem no céu, sol se pondo e por um momento pude em meses ver como era bonito o sol se escondendo entre os Edifícios, nos últimos raios dele, sentado no meio na calçada , levantei ... e olhei para aquele momento único ( pois cada por de sol, nunca é igual ) ...

¨

Olhei para céu e falei a Deus... "Deus eu morro de um tropicão ( tropeço) no chão , más deste tumor não morro" em nome de Jesus ...

¨

Com aquele ato feito com muita Fé, mal sabia eu que estava profetizando minha vitória, minha cura e orei um Pai nosso, chorei de alegria por aqueles minutos que estive com Deus e fiquei sem medo do ia enfrentar, más não seria mais sozinho, Deus estava do meu lado.

Voltamos a Três Corações eu via a Tânia contando detalhes para minha irmã , falando baixinho e eu ali parado no tempo , pensava como ia ser a vida da Tânia e do Jadson pós minha morte , já não pensava em mim , pai e mãe já tinha passado por 2 AVCs cada um, escondemos deles o se passava...

Eu me sentia “aéreo”, todos me olhavam já diferente, com pena... a família eu sei que choravam escondidas... à noite...e rezavam...terços, promessas...santos.... e eu esperando pra ver....não pensava, não tinha planos, parei no tempo, dei um "stop" naquele momento, minha vida já estava entregue a Deus.

Então fomos para operar (em Belo Horizonte) sem que meus pais estivessem cientes da gravidade do tumor, umas poucas pessoas muitas chegadas tomaram conhecimento do meu caso, devido a circunstancias só eu e Tânia viajamos , a palavra câncer proibida era sinal da morte.

-------------------- PRIMEIRA CIRURGIA ¬

¨

Entramos no Hospital Felício Rocho ás 21:00 hs do dia 21/04/1999 , estava tranqüilo e tinha a certeza de que tudo correria bem. Haviam pessoas que estavam fazendo correntes de orações, enfermeira deu as últimas instruções e medicamentos e avisou as 06:00 hs você vai para a cirurgia. Sai na porta do apartamento, para quem não conhece o Hospital , ele é muito grande, corredores extensos, 3 andares, uma quadra inteira, notei que no quarto ao lado pessoas choravam baixinho e uma Enfermeira entrou apressada, fui olhar e era uma senhora que acabara de falecer, só vi Tânia me puxando, vamos dormir.

¨

Dia 22 de abril de 1999, 05:30 hs estava pronto , ouvia o barulho das macas nos corredores do hospital, nunca tinha passado uma noite em um Hospital, o corredor era longo e a maca demorava pra chegar, cada emendas dos pisos que a maca ela ia passando o barulho das rodas, entrava em harmonia com o "bater" do meu coração... o coração disparava e a maca vindo, eu sentado na cadeira, haaa esta passou , não era a minha . Aquele movimento de macas, parecia que eu estava na rua e a maca era os ônibus , todo instante vinha uma , aquela falação, choro no quarto ao lado a pessoa que estava viva a noite e agora estava morta, olhava para Tânia procurando ser forte “dizia tudo vai dar certo”, sabia que ela estava também muito nervosa, choro contido más perto de mim nunca chorou sempre serena, eu sabia que ela chorava nas caladas da noite, no banheiro, devido às condições de meus pais ( que já falei , minha única irmã Cida ficou com eles) Tânia estava sozinha ... e com Deus.

¨

Notei que um silêncio se fez , e uma maca com seu barulho muito diferente e cadenciado “piso a piso” vinha lentamente, não ouvi mais nada... só o bater acelerado do meu coração, por segundos “voei pelo espaço”, quis ser um pássaro e fugir daquele lugar... e a marca parou em frente a minha porta e uma enfermeira, morena, forte e muito sorridente falou... “ Sr. João, seu táxi chegou” , eu lá fui para uma viagem que eu não sabia como seria e nem se tinha volta, olhos lacrimejando e sorriso forçado e tive medo , Tânia me abraçou ... um leve beijo ... olhos num infinito incerto ... mistura de pânico , medo e Fé... e fui sendo conduzido pela primeira vez num maca olhando para o teto deixando as luzes dizerem algo e orava.

¨

As 06:00 hs entrei na sala cirúrgica, aquele cerimonial todo de preparação, cabeça sendo raspada, os médicos todos se mostrando como se fosse uma coisa simples aquele evento, rindo, brincando comigo, o “tilintar” da preparação dos instrumentos como se fosse num jantar, como se fosse as enfermeiras preparando a mesa para um banquete, nesse caso o prato do dia era eu. Os médicos preparando os instrumentos eletrônicos, vídeos, monitoração, meus braços sendo amarrados em forma de cruz, lembrei de Jesus e sendo anestesiado orei Pai Nosso e apaguei.

Depois de 6 horas terminou, mais uma hora para recompor, cirurgia correu muito bem, fiquei dois dias na UTI. Quando acordei, todas as minhas funções vitais estavam perfeitas e sem nenhuma seqüela na parte motora, houve retirado total do tumor. Na UTI imóvel pelos aparelhos, conseguia ver os outros pacientes, uns em coma total, outros paralisados precisando de tudo, uns gemia, outros gritando, nem morfina tirava a dor, câncer no ossos, acidentados, o que estava do meu lado, parecia morto, a enfermeira toda hora tirava líquidos do pulmão, limpava-o com muito carinho, conversava com ele, chamando para vida... ai eu vi tamanha dedicação, essas enfermeiras eram os Anjos do Senhor; cuidando de pessoas que dali só restava a morte...eu ligado a dezenas de aparelhos, o único paciente lúcido daquele lugar tentava pensar o que ia ser do futuro, não conseguia eu ali estático, soro e medicação e aparelhos para todos os lados...dois dias que a minha vida inteira passava em minha como filme, sem saber se eu haveria ter condição para viver os meses restantes.

¨

"Um alerta importante, após a cirurgia a todos que passar por ela"

Quando sai da UTI eu e Tânia ficamos num apartamento junto com outro paciente que ia operar do coração ... e a mulher dele , fizemos logo amizade estava muito feliz e o companheiro cooperava para isto pois ele era falante e muito alegre demos muita risada ... lá meia noite comecei a falar enrolado a perder os sentidos ... passei muito mal e o médicos quando chegaram logo colocaram numa maca e o outro avisando a sala de ressonância o Hospital era muito grande, como já falei.

Viram que eu não ia conseguir chegar do outro lado e foram para outra ala que atendia na parte do dia, estava toda com meia luz , igual um filme de terror , quase tudo no escuro só uma luz no fim de um extenso corredor , e eles empurrando a maca... eu quase me apagando, vi o desespero da Tânia e também a preocupação dos médicos , um deles procurando me manter consciente me chamava a cada instantes...

Entramos para sala de exame e ainda deu tempo de olhar para a Tânia, já com olhos lacrimejando num corredor sinistro, pouca luz, sozinha procurando um banco para sentar, até hoje ela fala que foi o pior momento que passou, ela ficou mais de 3 horas em corredor semi – escuro, num silencio e orando, sem ninguém para dar uma notícia .

Na realidade depois de horas sendo monitorado dentro da máquina de RM e com medicações o cérebro começou a ficar menos inchado, voltei para o apartamento já era dia. O que aconteceu é óbvio, a alegria da cirurgia bem sucedida excedi nas conversas, nas emoções ... quase colocamos tudo a perder, a região do tumor inchou .

* Recém operado o cérebro geralmente fica muito inchado, tudo que paciente precisa é de tranqüilidade, não de agitação , eu por exemplo nem podia assistir televisão.

¨

Passados oito dias fui para casa, um mês depois comecei a radioterapia. Foram 35 sessões desagradáveis sintomas (dores de cabeça, cansaço, fraquezas, tonturas e mal estar) fiquei meses sem cabelo. Eu sendo levados todos os dias por Tânia ao hospital, não pensava em nada, não tinha sonhos, no momento nem podia saber quanto tempo eu viver. Por diversas vezes via os médicos conversando com ela a distância falando sobre o meu caso e lhe prevenindo , "olha este tumor é fatal , na medicina as estadísticas de sobre vida não passa de 12 a 15 meses , segundo dados mundiais e sentado na cadeira no corredor do Hospital a distancia deles e seu olhar dela se cruzava com meu , os dois com mesmo sentimento de desespero e na volta para casa sem dizer nada um para o outro, neste silêncio mórbido ela pensava na vida como seria ... eu nem pensava. Sem data e condições para trabalhar e em tratamento, fui vendendo tudo o que me restava.

Te

-------------------- O RETORNO ¬

¨

Em 1978 depois de formado, vim trabalhar em Cuiabá-MT na Escola Federal São Vicente hoje IFMT São Vicente, ( tenho que fazer esta nota , para entenderem o termo "O RETORNO" ) aqui casei e temos Jadson, más em 1988 voltamos para Três Corações-MG. Ai veio o tumor GBM para desmanchar nossos planos. Como havia a sentença de "morte" sobre mim, e meus pais acima de 75 anos, doentes, não queria morrer perto deles, achamos melhor O RETORNO para Cuiabá, onde Tânia tinha parentes... mãe... pai , aqui teriam amparo no caso de meu falecimento, chegamos em Cuiabá em 28-07-1999.

Tenho que agradecer além de Deus que colocou uma pessoa, o Josué "in-memorian", que ao chegarmos aqui tivemos todo apoio, até minhas consultas ( afinal tinha 60 dias de operado , desempregado ) no neuro, no oncologista ... ele pagava usando seu plano de saúde, claro que ele explicava aos médicos a minha situação, e todos os dias me levava para acompanhar ele eu seus negócios, foi importante para que eu não ficasse preso em casa ( que também cedida por ele ), e a vida foi seguindo.

Em novembro de 1999, Tânia estava empregada numa grande empresa e em fevereiro de 2000 também arrumei um emprego numa empresa canal a cabo, em poucos meses já era Gerente de vendas. Em 12 de novembro conseguimos adquirir um apartamento,financiado, onde moramos até hoje. Três vezes por ano, graça ao sistema TFD ( todas cidades tem , no site tem um link ) ia fazer controle em Belo Horizonte.

¨

-------------------- SEGUNDA CIRURGIA ¬

¨

Eu e Tânia prometemos quando chegar em Cuiabá, procurarmos uma Igreja Evangélica, firmar mais com empenho de agradecimento a Deus pelo que estávamos recebendo pela sua graça .

Fiquei só na promessa e continuei na igreja na católica, até porque era cômodo ir à missa, pois a Igreja ficava uma quadra de casa. Misericórdia! Um dia falei a minha esposa, vamos à missa para cumprir a "nossa obrigação", meu Deus... Cadê meu amor por ti, estava de novo entrando num mundo que Deus não se agradava, estava sendo ingrato ... isto Deus não perdoa ...

Sem sentir nada durante dois anos e meio, somente fazendo o controle de ressonância magnética em BH de 6 em 6 meses, para o médico eu já estava fora da área de risco, nunca um paciente dele tinha vivido tanto. Más levava a vida tranqüila, só que me adaptei a nunca mais beber, dormir cedo, mudei a maneira de se alimentar, mudei tudo dos últimos 40 anos passados, e esqueci promessa que eu fiz, só não mudei para Deus.

Como Gerente de Vendas de uma empresa de TV a Cabo, estava muito feliz e um dia trabalhando normalmente com os vendedores, senti por volta de meio dia uma dormência nos lábios, no canto direito da boca. Em duas horas aquilo passou (hoje sei que era devido ao stress do serviço, a dormência era causada por descarga elétricas de um cérebro antes mexido) e continuei trabalhando. Por volta das 18 horas como era de rotina, fui pegar minha esposa no trabalho, dirigindo normalmente não sentido mais nada, mais ao comentar com a minha esposa o que tinha acontecido ao meio dia, e estando passando perto de um hospital, ela sugeriu uma consulta. “Vamos entrar e consultar e consultar um médico..." eu a falei que não precisava .

Aceitei, entramos e fomos atendidos por um clínico geral. Ele ouviu meu relato, soube de meu histórico de GBM, médico e mandou chamar um neurologista do hospital, que me consultou rapidamente e pediu uma ressonância, isto era numa quarta feira.

Fiz o exame no outro dia logo cedo, e à tarde, com o resultado na mão, fomos ao médico de novo. Tudo parecia que ia dar errado , o pesadelo estava de volta. Eu e minha esposa ouvimos de novo aquela mesma sentença de antes. Mas aquele médico nos transmitiu confiança.

Mostrou o exame, disse que era uma recidiva do tumor, como estava bem pequeno e na superfície seria fácil de tirar. E chegou a afirmar, com absoluta convicção: "Está tão fácil que eu vou tirar com o dedo".

¨

Jeremias : 29 - 12 : Então me invocareis, e ireis e orareis a mim, e eu vos ouvirei.

Outra vez esqueci-me de consultar primeiro a Deus.

E pior, não comunicamos os Médicos que tínhamos antes consultado, da 1ª consulta a cirurgia foram só 3 dias ...

* Fica aqui mais um conselho, saiu o laudo, não se desespere, procure reunir com a família , parentes, amigos e pessoas que possam ajudar. Informe-se de melhores Médicos e Hospitais, não comentem o mesmo erro que eu.

¨

No outro dia fui internado as 06h30m no dia 19/10/01 entrei na sala de cirurgia, por volta das 11 horas estava na UTI, meio zonzo ainda e sob efeito da anestesia. À tarde recebi a visita da minha esposa e de uma amiga, notei que meu lado direito estava com dificuldades de movimento, minha esposa falou que ia conversar com o médico, pois achou estranho ele não comentar o fato com ela. Depois o médico foi me visitar e me falou que eu estava com a faixa da cabeça sem parte da caixa craniana, que tirou para operar.

E como não conseguiu colocá-la, a tinha jogado no lixo. Jogado no lixo! Sem comunicar a minha esposa ou lhe pedir autorização para realizar a amputação de uma parte de meu corpo. Em seguida procurou minha esposa dizendo que na 2ª feira me daria alta e encaminharia para fazer a QUIMIOTERAPIA? . E aí justificou o caso do osso craniano, (perante duas testemunhas que a acompanhou durante os dias que fiquei internado) dizendo que estava amarelado e não servia para nada, por isso jogou no lixo e que dali a seis meses colocaria uma prótese e tudo continuaria normal.

Disse que enviou um material retirado para se fazer uma biópsia para confirmar a retirada do tumor, mas foi categórico dizendo para minha esposa que estava CABREIRO (termo usado por ele), pois achava que não tinha retirado todo o tumor, por isso encaminharia para a quimioterapia. A acompanhante da minha esposa achou estranho eu ser encaminhado logo após a cirurgia para um tratamento de quimioterapia, e a minha esposa concordou com ela. Alguma coisa estava e deu errada .

Resultado da desastrosa cirurgia:

O laudo da ressonância constava ... " Gliose , Rádio necrose ou provável recidiva, a pesquisar ", era Radio necrose, não era RECIDIVA

Tinha que dar errado mesmo, não sabemos porque tal médico não pediu outro exame antes de me operar, não cito o nome pois quando saiu a sentença de sua condenação, por 17 erros médicos e omissões, meses depois veio a falecer. Anos antes ele me disse quando soube que o processei " você vai morrer deste Tumor " ... eu respondi... só quando Deus permitir .

-------------------- ENFIM, CUMPRINDO A PROMESSA FEITA ¬

¨

Cyro Martins, nosso amigo evangélico e que há anos me convidava pra ir à sua congregação, a Igreja Batista da Paz, vendo o nosso desespero, foi buscar um irmão evangélico, também médico, para se fazer uma oração em favor da minha vida. Este irmão ( Dr. Ari - Aquidauana -MS ) usando o poder da unção do Espírito SANTO na sua vida, com a imposição das mãos no leito do hospital, onde estava ainda internado e oramos , naquele momento aceitamos JESUS COMO NOSSO VERDADEIRO SALVADOR E ENTREGAMOS AS NOSSAS VIDAS A JESUS. Tínhamos a certeza da minha cura e libertação se concretizou , porque naquele momento sentia o poder deste Deus vivo que não conhecíamos.

Quando voltei para minha casa, Cyro veio com o Pr. Isaias da Igreja Batista da Paz que orou pela minha vida e disse " assim que puder espero ver vocês congregando em nossa Igreja , assim que restabelecer " , daí em diante passamos a congregar na Igreja Batista da Paz, onde louvava o meu Salvador , como era nosso compromisso a Deus, quando mudandos pra cá. *( um tempo seguimos o Pr. Luciano na criação da IBNG , qual aprendi muito na obra de Deus ) voltamos para IBPAZ nossa 1ª Igreja onde estamos até hoje.

¨

-------------------- TERCEIRA CIRURGIA ¬

¨

Passado uns 15 dias nos informamos com nossa Oncologista para indicar outro Médico Neurocirurgião e assim começamos tudo pela 3ª vez . Andava com um boné na cabeça e no lugar onde faltava a parte da caixa craniana retirada, consegui colocar dentro do forro do boné uma revestimento em plástico duro para proteção daquele "buraco".

O novo médico disse, "No momento não é aconselhável passar por outra cirurgia, vamos pesquisar mais para ficar fazendo o controle para ver a evolução, até porque não tinha certeza que era uma recidiva, optou por fazer o exame de Ressonância Magnética de Crânio com Espectroscopia (ERM), é uma técnica avançada de neuroradiologia diagnóstica, não invasiva, que avalia mudanças químicas nos tecidos encefálicos."

Ficamos fazendo o controle de 2 em 2 meses, encaminhando para fazer outros exames mais específicos (espectroscopia cerebral) no Hospital Austa ( São José do Rio Preto). Essa situação durou oito meses e a no último controle, deu alteração na substância (colina), acusando uma provável recidiva.

E outra vez o calvário começava.

Fomos orientados a fazer uma micro cirurgia evasiva ou uma radio cirurgia, o melhor mesmo seria a última indicação.O nosso plano de saúde não cobria  e  aqui  no MT  não tinha profissionais  para esta função , no entanto Hospitais  que  procurávamos  só fazia se fosse particular, muito caro.

Vendo que não teríamos condições de levantar este valor tão rápido, procuramos em outros lugares do Brasil onde poderíamos realizar a intervenção

Cito um fato de um grande Hospital Universitário de outro Estado que conseguimos marcar para passarmos pela uma junta médica, na data marcada as 07:00 as da manhã estava em frente a sala do médico, quem atendeu foi um Residente, pegou meus exames e levou para o Médico, eu podia ver a uma parte da mesa do Médico e dele e ouvi palavras coisas horríveis , e disse " fale a ele que eu não vou operar-lo, porque não tinha mais jeito, é muito arriscado."

Enquanto o Residente recolocava as imagens das minhas Ressonâncias nos envelopes o médico falou " ele que volte para Mato Grasso para morrer " foi tamanho peso destas palavras, que na volta para o Hotel eu e Tânia ainda chocados, pegamos a Bíblia e oramos e clamamos a Deus.

Resolvemos então ( eram por volta das 10:00 hs) ligar para o médico que me operou em 1999, do Hospital Felício Rocho , pegamos o primeiro vôo e as 14:00 hs estávamos em consulta

Ele falou que lá também não havia meios e aparelhos de fazer uma "micro cirurgia evasiva", que tinha que usar o um aparelho tipo Neuronavegador, poucos Hospitais tinha , e fez uma relação de 5 lugares onde deveríamos ... depois de 36 horas as 23:00 hs voltamos para Cuiabá, alma e corpo cansados, preocupados ...

¨

Corríamos contra o tempo de novo, tinha que achar um lulgar para me operar, contatos um atrás do outro, dias passando e portas fechando. Estava já sem esperança, só recebia não... " não tem mais jeito". Mas depois orar, pensando agora é só Deus e eu, busquei a Deus de madrugada, pedi novamente a Ele o seu perdão e uma nova oportunidade.

¨

Mateus : 21 22 - e tudo o que pedirdes na oração, crendo, receberás

¨

Amanheceu, eu sentia que seria um dia diferente, com Fé que, seria um dia bom, peguei a lista que o Médico de BH me passou, tentei fazer mais confirmação, havia na região Sul uma possibilidade de analisar meu caso ... era hora do almoço, resolvi conferir a lista , era 5 lugares, 4 já checados e continuava tudo difícil, no rodapé da lista demos conta de um número de telefone sem estar o nome do Hospital ... era a 5ª indicação , era aqui mesmo no Centro Oeste, perto de mim... ( não cito mais o nome do Hospital, pois meu relato do ocorrido, vocês vão pela frente, outras pessoas procuravam o mesmo Médico e o lugar no intuito o que aconteceu comigo devia acontecer com o mesmo com elas , cada caso é uma situação ) e liguei...

¨

Finalmente uma luz de esperança

Salmos : 27

1 - O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é à força da minha vida; de quem me recearei?

¨

Ligamos e conseguimos falar com o Médico Neurocirurgião Chefe da Equipe médica Dr. Carlos ( o nome do Médico é fictício, no Testemunho antigo contava nomes de Hospitais e dos Médicos, más fiquei sabendo que pessoas os procuravam com a esperança que poderia acontecer com elas o mesmo que houve comigo, cada caso é diferente, se for um caso onde não tem um tratamento local, ente em contato comigo, no final vai ver...) e falamos tudo, do nosso desespero, as tentativas negadas, a minha vontade de viver e continuar lutando, que Deus não me abandonara.

Ele pediu que digitalizasse todos meus exames de imagens, laudos, receitas e enviasse para ele pelo e-mail que me deu. Assim fizemos e ficamos no "grudados" no telefone esperando seu retorno , pois assim que analisasse o material enviado me ligaria, espera angustiante , nesse telefonema era de novo uma sentença...

¨

Telefone tocou, de novo as 18:00 hs (sabíamos que era do Hospital pois nosso telefone tinha identificador de chamadas), sol se pondo, lembrei de Belo Horizonte o que eu falei com Deus em 1999... O  Médico falou, " eu  e  minha  equipe analisamos  sua  situação,  é  difícil,  más não  é  impossível".

"Se você acredita em Deus e confiar que vamos fazer o possível para retirar este tumor, usando todos os meios que dispomos , pode vir, vou operar você. Não tenha medo, você vai sair daqui melhor de quando chegou, tenha Fé".

¨

Naquele momento vi que a " luz de Deus", iluminaria meu caminho nessa batalha. Até nos deu mais tranqüilidade pois nas palavras do médico citando Deus , vimos que era um homem cristão ...

¨

Chegamos naquela cidade a noite, hospedamos na casa de um parente da Tânia, no outro dias as 10:00 hs fomos para o Hospital, tivemos o primeiro contato com o Dr. Carlos , com que falamos por telefone, e passei o dia nos exames complementares preparatório para a cirurgia .

¨

¨

DAQUI EM DIANTE VÃO CONSTATAR QUE ACONTECEU FOI MAIS QUE UMA CIRURGIA, VÃO VER O SOBRENATURAL DE DEUS EM AÇÃO, O MILAGRE. ¬

¨

¨

Dois dias depois já no Hospital, ás 08:00 hs no Centro cirúrgico, estava sendo preparado para a cirurgia, ouvindo "o tilintar" que as enfermeiras faziam ao abrir os intrumentos que iam ser usados na cirurgia (o barulho era igual a uma cozinha, onde várias pessoas estão arrumando os talheres, só que o cardápio principal era Eu), neste momento Dr. Carlos chegou , apresentou a Equipe (*Os nomes dos MÉDICOS são fictícios, o Hospital é daqui da região do Centro Oeste ), seu Irmão Dr. André e a Médica Drª Patrícia, ambos Neurocirurgiões que vão auxiliar na cirurgia, apresentou as três Enfermeiras: Ana, Aparecida e Carla; e aproximou dois Doutores anestesistas, um de toca verde e máscara verde Dr. Luiz e o outro de azul Dr. Kleber,ainda conversaram , brincaram, rimos, contei 8 profissionais iam atuar (este momento é sempre muito angustiante, pois nós sabemos como entramos e fica aquele suspense, lembrei do fracasso do dia 19/10/01) e o anestesistas de verde falou vamos la ... fui anestesiado.

Fui orando o Pai nosso , perdendo os sentidos, apaguei.

¨

Em determinado momento abri os olhos, comecei ouvir barulhos, vozes, vi a luz forte da Luminária Cirúrgico. Pensei que já havia terminado e eles me liberaram , neste caso o paciente fica semi lúcido, não foi o meu caso, tentei levantar o braço esquerdo querendo me comunicar com a equipe médica, mas não consegui, pois os braços ficam amarrados em forma de cruz, para colocação de aparelhos e pontos de soros para medicamentos.

¨

Muito ansioso para me comunicar, "entubado" não ia mesmo conseguir , já estava ficando muito agoniado , neste tipo de cirurgia praticamente a cabeça fica muito coberta e ninguém via meu desespero (hoje eu sei que ninguém viu aquela minha situação, estavam concentrados na cirurgia) vi um alvoroço em volta de mim ... falavam rápidos e senti que estava apagando de novo...

¨

Naquele instante ouvi uma som tipo um carrilhão de sinos, (depois de anos, achei um som mais ou menos igual a que ouvi no naquele momento durante a Cirurgia) neste link você pode ouvir ... acesse aqui ...(imagine uma caixa de som, quando dá uma microfonia intermitente), começou alto, estridente e foi baixando , igual você por exemplo você esta no avião seu ouvido "entope" e libera o som do ambiente de uma vez só ....

O agir de Deus, começou ... :

Repentinamente saí fora do meu corpo, estava no alto, não tinha muita forma, não conseguia ter tato nem fala, só pensava, ouvia e enxergava todo o procedimento realizados pelos médicos, eu flutuava acima dos médicos, ( olhei minhas mãos parecia tipo de um fantasmas, transparente e movia lentamente) e vi meu corpo estirado na mesa de cirurgia. .

Continuando... :

De repente me posicionei nas costas do Dr. Carlos que me operava, um pouco acima de seus ombros, vi claramente retirando com muita dificuldade uma "massa", era o tumor ; ouvia "falatórios e barulhos", via os demais procedimentos ... e o Dr. começou a moldar um material cinza (parecia durepox ) era o "cimento" da prótese sendo colocada...

-------------------- PASSO A RELATAR O QUE EU ESTAVA VENDO DURANTE A CIRURGIA ¬

¨

DETALHE 1

Dr. Carlos terminando de moldar, EU vi que caiu um pedaço do cimento da prótese , tamanho de um grão feijão bem na orelha esquerda e ficou grudada lá...

¨

DETALHE 2

Neste momento já flutuando de frente do Dr., fazendo as "suturas" no couro da cabeça, terminando a cirurgia, vi ele dirigindo-se a uma médica, não entendi que falou , veio outro médico e outro ... e Dr. Carlos constatei que a suturas já estavam em ritmos muito rápido , o rítimo da situação passou a ser mais alvoraçada, um corre , corre na sala ...

¨

DETALHE 3

E vi que os 3 (três) pontos da sutura (os pontos cirúrgicos ) acima da orelha esquerda no couro cabeludo, foram dados muito espaçado ...

¨

DETALHE 4

Aquela massa em que eu estava, começou a flutuar acima de meu corpo na mesa, começou a ficar mais "pesada, densa, lenta" ... e vi um médico de máscara/toca verde ( era um dos anestesista, outro era de cor branca) se aproximou e começou a flexionar meu peito, com as duas mãos , flexionando em movimentos contínuos, ( vi que liberam todos "Pano" cirúrgico da cabeça) Dr. Carlos me "enfaixando" também bem rápido minha cabeça, não deixava dúvidas: eu estava tendo uma parada cardíaca!

¨

"Vamos perder ele " falou a única Médica do grupo".

No entanto, Dr.Carlos rebateu:

"Não chegamos até aqui para perder ".

¨

Eu ouvia , assistia aquela situação e aquela massa flutuante começava a desfazer, e ia perdendo a visão ...

¨

Ouvi outra vez o som tipo um carrilhão de sinos, agora num sentido inverso ao que ouvira antes. Começou baixinho e foi aumentando, aumentando e parou bruscamente com um enorme estrondo, e ficou tudo escuro .

¨

Fui transportado ... :

Notei que estava em outro lugar, diferente, uma paz indescritível me envolveu, nunca tinha visto um lugar assim, um silêncio profundo e sentia uma a névoa tocando em mim me levando, um vento leve me conduzia para frente , era um vazio sem horizonte.

¨

Tinha apenas pensamento e uma visão limitada, a "névoa" que me envolvia aos poucos ia clareando eu tinha uns 2 ou 3 metros de visão sendo conduzido para algum lugar, não ouvia nada e tudo parecia sem dimensão, eu parecia como um "fio" de cabelo sendo no vento , então veio um pensamento sinistro:

¨

"É a morte, estou morrendo ”.

Em volta, um profundo silêncio. Lembrei-me de minha família, em instante tive esta ação...

¨

"A minha esposa, meu filho?" Pensei na vida deles o que seria sem mim , pelo pensamento clamei a Deus:

¨

"Meu Deus, o senhor é o Deus da Cura, disse que sobre as suas pisaduras seremos curados. Salve-me, perdoa de meus pecados, não quero morrer, por favor me ajude ”.

¨

(Isaías 53 : 5)"Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados."

¨

- Texto Bíblico que meditava sempre e o que mais gosto

¨

Quando vi estava na mesa de cirurgia, meu coração muito disparado ( como dizem quase saido pela boca), passei a ouvir e ver, foi voltanto ao normal ...

¨

E Dr. Carlos com muita alegria e surpresos rapidamente tiraram o tubo e me chamaram para ver como estava , João , João você me ouve ... esta bem ?

¨

Ainda sem noção , fiz um leve sinal com a cabeça ... que sim .

¨

Lembro bem que ouvi o médico irmão do Chefe da equipe dar um grito de alegria, não se conteve com a situação, vi uma satisfação de vitória e todos se cumprimentaram, olhando para mim, me vigiando, conferido os aparelhos, Dr. Carlos se aproximou, acabou, foi tudo bem, você vai para uma sala de Recuperação e depois vai para UTI , passo lá mais tarde e vou avisar sua esposa, lembro ainda fraco quando sua mão ia se soltando da minha, a segurei e falei a ele " obrigado Dr.".

¨

Na sala de “descanso-recuperação” veio no meu pensamento a lembrança de tudo que aconteceu na sala de Cirurgia, aos poucos voltando a lucidez , comeceia orar e agradecer a Deus por mais uma vez ele me salvar.

¨

Comecei a lembrar, eu toquei na minha orelha esquerda vi uma coisa grudada, dura, era o cimento que caiu enquanto DR. Carlos moldava a "prótese" (para "tampar" o espaço retirado na 2ª segunda cirurgia) , ai lembrei também dos últimos 3 (três) pontos da sutura (os pontos cirúrgicos ) do couro cabeludo, foram dados muito espaçado , levei a mão por baixo da " faixa" que envolvia minha cabeça e fui "tateando" a cicatriz e achei os 3 pontos, espaçados como eu vi... lá do alto da mesa enquento acontecia a cirurgia. Estavam lá os 3 pontos espaçados...

¨

De novo comecei a orar e chorar, tive certeza que me aconteceu foi real, não uma alucinação durante a cirurgia ( como pode acontecer ) ia lembrando tudo... EU estava morrendo, estive em lugar nunca visto e de lá clamando a Deus voltei a viver, um MILAGRE aconteceu naquela sala e foi comigo ...

¨

Ao sair da sala de “descanso” para a UTI, no corredor passei pela Tânia e com muito mesmo, um choro de alegria e queria falar a Tânia de tudo o que me aconteceu e não conseguia , um pranto que começou a assustar a ela e o médico do meu lado dizendo "acalme-se , fique tranqüilo a cirurgia foi muito boa" , lembro até hoje nosso dialogo, ela "fique calmo depois conversamos" eu quando ia falar a ela não conseguia, "Tânia eu estive num lugar" ... e caia no choro , até hoje quando lembramos da situação ela fala que foi desesperador o meu estado querendo falar e não conseguia , só chorava com alegria.

Dr. Carlos ficou preocupados o que estava acontecendo, pois poderia causar danos ao cérebro recém operado , Tânia se lembrou de Belo Horizonte do excesso e passei mal, Tânia me falou depois , que narrou para os Doutores .

Um dos anestesista Dr. Luiz (o de verde), ficou numa cadeira na UTI perto de mim e sempre perguntava "ta tudo bem" , eu respondia que estava ... más lembrava , más vinha no meu pensamento a lembrança de novo o Milagre... orava...agradecia a Deus ... caia em pranto de choro sem parar, Tânia entrou e falava comigo... calma... lembre de Belo Horizonte, você pode passar mal... rindo queria contar para ela e não conseguia ... o choro não deixava... aquele desespero... não conseguia contar o Milagre, teve que sair e o médico deu calmante para dormir um pouco.

¨

Acordei, perguntei a Infermeira a horas, eram 18:00 hs , sentindo uma tamanha alegria por dentro e com os olhos lacrimejando , em um choro contido fui tomando mais consciência e lembrando com tamanha e absoluta nitidez que o ocorrido na sala de cirurgia foi o "sobrenatural de Deus", cai novamente em pranto, chorava muito de alegria, lembrando de tudo, dos diálogos , da única equipe Médica que não desistiu de mim , do lugar onde estive em outro plano de vida e do meu clamor pela minha vida a Deus, tudo como se assistisse a um filme de novo, orei para todos que estiveram naquela sala, aí entrou na UTI o outro anestesista Dr. Kleber, me examinou, conferiu os medicamentos , conversou com a Enfermeira.

Sentou no mesmo lugar que outro, conferindo outros prontuários, claro que na UTI não tinha só eu...

Eu, sabendo que ia tocar num ponto crucial da cirurgia, más tinha que falar ao médico do ocorrido, chamei-o para perto de mim, e falei Doutor não precisa confirmar nada , más eu tenho que lhe contar o que ocorreu comigo durante a cirurgia ... preciso falar e ele, fale então ...

¨

Doutor eu em determinado momento acordei durante a cirurgia, sai do meu corpo , assisti toda a cirurgia. Para dar provas que estou falando, eu vi o seu colega seu em ação na parada cardíaca .

Também vi o Dr. Carlos tirando o tumor, fazendo a prótese e até agora ta aqui na minha orelha o pedaço de cimento, veja os três pontos espaçados .

Mostrei a ele e logo me veio um pensamento, tudo o que estou falando não tem valor, isto eu poderia ver depois da cirurgia... os pontos.

Ai comecei a relatar com grande Fé, para deixar ele sabedor que ali naquela sala aconteceu um Milagre e falei:

Vi e ouvi a Médica dizer "Vamos perder ele", ouvi a resposta Dr. Carlo, "Não chegamos até aqui para perder ".

Então para eu estar aqui agora, eu fui para outro "plano", Deus me deu outra oportunidade, deu a vida...

¨

Pela primeira vez durante o meu relato, vi que expressão tranqüila dele mudou, teve um impacto, semblante mudou ...estava em pé do lado da minha, foi no rumo a cadeira puxou e sentou ao meu lado e disse ...

¨

João isto acontece rotineiramente , as pessoas anestesiadas costumam ter alucinações , ver coisas, eu já ouvia tantas histórias é normal acontecer isto, não se preocupe... você esta recuperando muito bem... estou saindo más tem outros médicos de plantão, e vi que chamou a enfermeira e falou com ela baixinho ... gesticulava... eu saiu.

¨

Tânia entra na UTI...

¨

Relatei a ela tudo com muito detalhes, e choramos muito de alegria e oramos agradecendo a DEUS. Verdadeiramente naquele dia houve um milagre naquele lugar, " EU TIVE UM ENCONTRO COM O ESPÍRITO DE DEUS”.

¨

Nota : Quando uma pessoa está cheio do Espírito, sua carne se torna inativa e nada pode opor-se a Seu poder, uma das manifestações e o "choro de alegria".

¨

A noite Dr. Carlos esteve lá, fez check up, e conversamos muito, perguntei a ele se o Dr. Luiz tinha comentado nossa conversa, disse que não , como estava com pressa achei melhor deixar eles conversarem primeiro, saiu junto com Tãnia.

¨

Segundo dia na UTI, recebi duas vezes a visita da Tânia, já estávamos esperando pela alta, e o Médico de Plantão era outro, Dr. Carlos era seu dia de cirurgias, ele que ia dar alta.

¨

Terceiro dia na UTI, Dr. Carlo veio me ver, examinou e liberou para ir para o Apartamento, falou que a tarde outro Médico ia estar comigo, uma alegria só porque Tânia ia ficar comigo direto.

¨

Entrou na UTI uma enfermeira trazendo roupas para ir para o apartamento e enquanto me limpava, fazia assepsia, e ela, tudo bem "Seu João" , eu graças a Deus, fui umas das Enfermeiras que participou na sua cirurgia, aliás umas das melhores grandes cirurgia que participei e elogiou toda a Equipe. E na conversa toda animada sobre a minha recuperação, rindo, ela contando outros fatos ... disparei ... "eu quase fui, pois tive 5 paradas cardíacas , Dr. Luiz que me reanimou..." , Ela nem se deu conta ... falou não ... "acho foi 3 ou 2, foi muito rápido" , más o que importa que o Senhor esta aqui vivo e forte...

¨

FOI A CONFIRMAÇÃO QUE ME FALTAVA PARA DESFAZER TODAS AS DÚVIDAS AINDA QUE RESTAVAM NO MEU CORAÇÃO, OREI PAI NOSSO NO PENSAMENTO E CONTIVE O CHORO, MÁS AS LÁGRIMAS DE AGRADECIMENTO E DE ALEGRIA PELA VIDA NOVA, DESCERAM... UM MILAGRE ACONTECEU NA MINHA VIDA

¨

Fui para o Apartamento e Tânia já estava lá, ficamos mais tranquilo, a tarde veio outro Médico me examinou e falou "vamos passear um pouco" e colocou numa cadeira de roda e deu umas voltas pelos corredores do Hospital... eu parecia uma criança quando recebe um presente.

¨

Quarto dia, Dr. Carlos foi no meu apartamento, as recomendações de sempre e conversamos muito, desistir de falar alguma coisa com ele, pois no meu coração não restava mais dúvidas como foi minha salvação... e me deu alta .

Ao sair , passei no seu Consultório para pegar o laudo médico e de novo agradecer , me falou "lembra da 1ª conversa nossa, se você acreditasse em Deus, sairia daqui salvo", não sei se o anestesista falou pra ele, más vi tamanha alegria ao apertar a minha mão, fomos para a casa onde estávamos hospedado, marcamos o vôo de retorno a Cuiabá-MT para as 03:00 hs e descansamos .

Assim eu vejo como é uma cirurgia, para quem tem Deus no seu coração...:

Deus capacitou os Médicos para dentro de seus limites salvar vida, é o NATURAL dos homens.

¨

Más para o humano quando fica impossível, aí entra o SOBRENATURAL de DEUS, O MILAGRE.

¨

Salmos 37:5 - Entregue o seu caminho ao Senhor; confie nele, e ele agirá:

¨

Aqui você encontra mais Versículos "de cura e Fé " ... acesse aqui ...

Aqui termina meu Testemunho, mais uma vez o DEUS cumpriu sua promessa, eu e minha Família estamos vivendo para e com JESUS, sem ELE não existe vida.

¨

*Agora em Janeiro de 2019 faz 20 anos da 1ª cirurgia, muitos Médicos ainda duvidam, tenho centenas de exames, última ressonância foi janeiro de 2019, pois foi feita devido a um "tombo" que lavei e bati a cabeça ... tudo excelente, melhor não podia estar.

¨

*Quanto ao ocorrido na 3ª cirurgia, o MILAGRE , SOBRE O LUGAR QUE ESTIVE E CLAMANDO A DEUS EU VOLTEI, durante anos ouvi e procurei informações ... foram tantas opiniões de Pastores,Padres, Missionários etc ... falaram que estive no 2º céu ou 3º, purgatório, limbo, etc , etc. HOJE FICO COM MINHA MESMO... O MILAGRE

¨

João 11:

25 - Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá;

26 - E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá. Crês tu isto?

¨

Hoje eu e minha esposa a Tânia estamos envolvidos a levar uma palavra de Fé e esperança , pelas redes sociais e telefone, JESUS realizam os mesmos milagres de antes.

¨

Acesse nosso site, tem muitas informações, muito útil

http://www.tumorgbm.com.br

¨

Nossa página no Facebook - FanPage

¨

https://www.facebook.com/tumorgbm.com.br/

¨

Outras Páginas de ajuda no Facebook

¨

Páginas : | Vencemos um tumor cerebral |-| Glioblastoma Multiforme 4 - GBM - Brasil |-| Glioblastoma Multiforme |

¨

Cuiabá - MT - contato@tumorgbm.com.br |-| whatsApp : +55(65) 99601-0505

¨

Atualização 18-02-2019

¨

"Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco; também me convém agregar estas, e elas ouvirão a minha voz, e haverá um rebanho e um Pastor." (João 10 : 16)

¨

"Porque este Deus é o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até a morte ." (Salmos : 48 :14 )

¨

Salmos 66:

19 - Mas, na verdade, Deus me ouviu; atendeu à voz da minha oração.

20 - Bendito seja Deus, que não rejeitou a minha oração, nem desviou de mim a sua misericórdia.

¨

Atualizado em 19-04-2019

¨

FIM

© 1999 | 2019 Powered by Sitemt